BRASIL, Mulher, Leh Gratão wants to tell you that...

 

    Facebook.


 

 
 

   


 
 
Warning! Her heart is on fire.





Escrito por Leh! às 11h02
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Chega apavorando

Mão na minha bunda 
Me encoxa na parede

Me pede um beijo
Me rouba um beijo
Me bota pra deitar

De bruço
De lado
De quatro

Me levanta
Me deixa mole
Vamo fumar
Na varanda

Conversa
Ri
Fecha o olho
Mas não dorme

Eu no seu peito
Você no meu peito
Quase um lar

Quero seu tudo
Me sufoca 
E eu quero 
Agora
E me bate na cara

Preciso ir 
Você não deixa
É sério
E começa tudo outra vez

Leh.


Escrito por Leh! às 16h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Observo você de longe. Tão feliz, realizada. Será mesmo? A gente era feliz de verdade, eu sei que sim. Você vinha dormir aqui e minha mãe fazia janta e a gente ria tanto de tudo. Eu fazia tudo que você queria e seu sorriso era a moeda mais valiosa que podia me retribuir. Aprendi a ir nos lugares que você frequenta (caros!) e você aprendeu a ser mais simples comigo. A gente era perfeito e todo mundo adorava nossas fotos. Eu amava amar você. Mas um dia alguém veio, menos bonito, menos legal, menos interessante.

O que você viu? Ainda me pergunto; ainda me perguntam. Eu não tenho resposta, eu nunca vou saber. Você se foi. Você escolheu ir e eu estou aqui seguindo minha vida, sorrindo e dirigindo meu carro velho. O que deu errado? Meu futuro não é tão promissor. Aliás, eu nunca seria o cara perfeito mesmo. Eu não tinha dinheiro pra te levar pra Argentina. Eu só podia te dar o meu amor.


Leh.


Escrito por Leh! às 15h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




 

Coração que me esmaga. 
Bate e apanha,
e nem ao menos quer se curar.
 
Leh.


Escrito por Leh! às 09h55
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Me ame pelo que você vê com os olhos fechados ou o que você sente quando descansar em silêncio.

Se você está comigo, eu vou te ensinar a voar e você ensine-me a ficar.

Oração indígena



Escrito por Leh! às 12h03
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Leh! às 11h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




"O amor é mais verdadeiro e autêntico do que nós. Todo caso de amor é um novo nascimento. O ego é como a escuridão, mas quando chega a luz do amor, a escuridão se vai. As escolhas devem ser pelo real, pior e doloroso e não pelo confortável, conveniente e burguês. O amor nos tira do ego, do passado e do padrão e por isso parece confusão. Ficar louco de vez em quando é necessidade básica para permanecer são. Quando a loucura é consciente, pode-se voltar. Todos os místicos são loucos. O amor é alquimia porque primeiro tira o ego e depois dá o centro. Amar é difícil, mas receber amor é quase impossível, porque a transformação é maior e o ego desaparece. É o anseio pelo divino que impede que qualquer relacionamento satisfaça. As pessoas mais criativas são as mais insatisfeitas porque sabem que muito mais é possível e não está acontecendo"

Osho



Escrito por Leh! às 14h29
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




- Tô me sentindo uma vagabunda.

- Desculpa.

- Não; não era no sentindo ruim.



Escrito por Leh! às 10h32
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Eu tenho um grave problema que se chama: entrega.

Eu não estou entregue 100%, por que é difícil demais de chegar lá. Talvez eu nunca saiba o que é estar 100% entregue.
Mas eu me sinto tão estranha em relação a você. Ao mesmo tempo que eu penso que temos intimidade, parece que não temos. Sei lá. Na mesma hora que você demonstra interesse, age como se eu mal estivesse ali.
Eu sei que está muito recente, é que eu realmente queria que desse certo logo e confesso que estou um pouco afobada. Está tudo tão bom que não tem motivo aparente pra eu não agir como se você já estivesse na minha vida há anos (de fato está).
Não preciso fazer tipo, ou joguinho, ou charminho. Sou só eu. É só você. Agora que estamos dando certo, vamos fazer dar certo mesmo.
Me conheça, me permita te conhecer. Fala comigo com doçura e deixa eu ser doce.
Desculpa se estou te sufocando, é que você parece querer isso. Quando estou "away", você reclama. Quando tento participar demais da sua vida, você parece afastar. 
Não sei como agir.
Tem tanta coisa que eu queria falar, mas vou guardar pra mim. Deixa.
Desculpa meu jeito meio atrapalhado de ser e não vai embora não.

Leh.


Escrito por Leh! às 18h07
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Leh! às 15h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Tu tens um medo: 
Acabar. 
Não vês que acabas todo o dia. 
Que morres no amor. 
Na tristeza. 
Na dúvida. 
No desejo. 
Que te renovas todo o dia. 
No amor. 
Na tristeza. 
Na dúvida. 
No desejo. 
Que és sempre outro. 
Que és sempre o mesmo. 
Que morrerás por idades imensas. 
Até não teres medo de morrer.
E então serás eterno.


Cecília Meireles



Escrito por Leh! às 14h14
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]






Escrito por Leh! às 15h01
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Eu pedi pro garçom um pouco de coragem e ele me trouxe uma Seleta.

Eu pedi pra minha mãe fazer um carinho e me ela me fez um chá matte com biscoito.
Eu pedi pra vida um pouco de aventura e ela me mandou pra Las Vegas.
Eu pedi pra minha alma paz e ela me deu o senso de justiça.
Eu pedi pra minha amiga um conselho e ela me deu um exemplo.
Eu pedi pro universo um momento de calma e ele me levou pra Chapada dos Veadeiros.
Eu pedi pro meu pai dinheiro e ele me pagou cursos.
Eu pedi pra faculdade um emprego e ela me abriu portas.
Eu pedi pro cosmos liberdade e ele me entregou o juízo.
Eu pedi pro meu chefe um aumento e ele me deu sabedoria.
Eu pedi pra Deus uma companhia pra justificar essa vida e ele me mandou você.
E depois de perceber tanta generosidade, parei de pedir e passei a agradecer, somente. 
Obrigada, vida.

 


Leh.


Escrito por Leh! às 17h13
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ainda não estou convencida de que você é A pessoa, mas eu não te trocaria por nada e não queria que você fosse embora.

Eu gosto do que estamos tendo e não me incomoda que isso não tenha nome (ou lá no fundo grita que incomoda sim?).
Estou achando um máximo conhecer você de novo depois de termos nos conhecido pela primeira vez em 2011 ou um pouco antes disso.
Você é outra pessoa.
Está na sua fase mais linda.
Mais adulta.
Mais madura.
Mais homem.
Nunca ouvi você cantar ou tocar guitarra melhor do que agora.
Você está no seu auge.
Poderia escolher qualquer uma.
Me escolheu.
Por não ser qualquer uma.
E de todas as conversas que tenho as nossas são minhas preferidas.
Falamos sobre tudo e você quer saber o que eu estou pensando o tempo todo.
Ouvir música é um capítulo a parte! Desde o meu funk à sua trilha sonora de apresentação de sapateado com orquestra irlandesa.
Você me inspira e ficar quietinha perto de você me acalma.
Você me dá vontade de viver tudo hoje e ao mesmo tempo ser racional o suficiente pra guardar a vida pra amanhã.
Você me faz querer bagunçar a cama todinha e olhar pra ela depois com cara de culpa mas sem sentir culpa nenhuma.
Não queria estar vivendo esse momento com outra pessoa.
Eu gosto do que estamos tendo e não me incomoda que isso não tenha nome (ou lá no fundo grita que incomoda sim?).
E como diria Lulu Santos, eu gosto tanto de você que até prefiro esconder, deixa assim ficar subentendido. 

Leh.


Escrito por Leh! às 14h45
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Domingo, 30/04/2017. 

10:52 pm.

- Você tem certeza do que está fazendo?

- Tenho. Eu nunca errei a entrada dessa cidade antes.

- Certeza?

- Certeza. 

(de cara com uma porteira branca no fim da estrada)

- É, acho que não.



Escrito por Leh! às 14h21
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]





[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]